Bem-vindos a Copa das Confederações na África do Sul...

Dia de estreia da seleção brasileira, na Copa das Confederações da África do Sul, e, é claro, não poderia deixar de me manifestar sobre o evento. Embora, não tenha a menor pretensão de comentar os lances da partida contra o Egito - vencida no sufoco por 4 a 3 -, sinto-me no dever de lembrar-lhes que a continente africano não é a festa que os noticiários exibem e/ou exibirão nos próximos dias.

Por isso, vamos a cruel realidade que assola a população local... Concordo que mascará-la é mais viável e lucrativa, mas é sempre bom salientar que a África não é composta só de rostinhos bonitos e, principalmente saudáveis...


Só para não esquecer de lembrar...

1- O número de crianças que morrem por causas evitáveis é inaceitável – todos os dias mais de 3.800 crianças não resistem a doenças comuns na infância - , já que podem ser evitadas com vacinas que custam míseros 17 euros e combatem seis doenças (tétano, tuberculose, sarampo, tosse convulsa, difteria e poliomielite);
2- Fragilizadas pela subnutrição que afecta milhões de famílias, pela pobreza extrema, pela falta de acesso a cuidados de saúde básicos, por guerras ou catástrofes naturais e cada vez mais violentas muitas crianças não chegam a completar cinco anos de idade;
3- Há 800 milhões de pessoas desnutridas no mundo;
4- 11 mil crianças morrem de fome a cada dia;
5- Um terço das crianças dos países em desenvolvimento apresentam atraso no crescimento físico e intelectual;
6-1,3 bilhão de pessoas no mundo não dispõe de água potável;
7- 40% das mulheres dos países em desenvolvimento são anêmicas e encontram-se abaixo do peso;
8- Uma a cada sete pessoas morre de fome no mundo...

Eses são apenas alguns dados que nos indicam a gravidade do problema... Mas fazer o quê se os governantes preferem gastar rios de dinheiro na construção de estádios de futebol e alojamentos para atletas em detrimento da saúde física e social da população? Enfim, não sou contra nenhum tipo de esporte... Sou contra apenas a morte de centenas de inocentes para que ele possa ocorrer. Na medida que o investimento sulafricano para sediar a Copa das Confederações e, posteriormente, a Copa do Mundo de 2010 saciaria a fome de milhares... Mas repito fazer o quê se eles não pensam assim?


OBS: Todos os dados foram retirados de sites e/ou blogs da internet.

3 comentários:

Aldevan Junior disse...

Nada mais do que a verdade do continente africano. Assim como será bastante interessante, na Copa de 2014, o Maracanã tendo de fundo a favela da Mangueira.

BJNC.

Matheus Costa disse...

Esses dados são da África ou da África do Sul? Você deveria se centrar mais na África do Sul, que é o centro da copa, de fato.

Agora, malemal, o fato de a copa ser lá vai trazer benefícios ao continente. Por um lado, pela injeção de investimentos em infraestrutura e empregos. Por outro, pela "luz" que a mídia está jogando nesse país - que na maioria das vezes fica longe dos noticiários.

Monique Andrade disse...

Confesso que os dados não são exclusivos da África do Sul, mas do continente africano como um todo.

E apesar da Copa do Mundo colocar os problemas da África no centro das atenções, ainda considero insuficiente diante dos males que os assolam.Concordo quando diz que o evento reduz o desemprego e melhora a infraestrutura do país. Mas, a minha questão é sobre o volume de dinheiro gasto na construção dessa infraestrutura e estádios que poderia ter sido melhor investido em cultura, saúde e educação.